Garotada do prédio, minha iniciação

Gostou?

Oi, sou a Joyce, hoje tenho 23 anos, e vivo mais tranquila. Na época eu tinha uns 15 anos incompletos era uma garotinha ainda, cheia de espinhas no rosto, mas era até bonitinha. Morava em um condomínio de 4 prédios na zona norte de São Paulo, meus pais trabalhavam fora, e meu irmão mais velho estava fazendo estagio em outra cidade. Quando tinha 12 anos, eu pegava muitas revistas do meu irmão, e filmes de sexo. Quando eles saiam ficava lendo e vendo tudo que podia, adorava ver aquelas mulheres sendo comidas por aqueles homens lindos. Comecei a me masturbar desde ai, 12 ou 13 anos. Continuar lendo Garotada do prédio, minha iniciação

O Dia Que Virei Suco!

Gostou?

Na verdade todo mundo gosta de falar de coisas que deram certo, mas ninguém sai por aí falando de micos, de vaciladas, derrotas, coisas assim. Pois chegou a hora de revelar as famosas roubadas. Era uma morena daquelas que ninguém desvia o olhar. De babar mesmo. Eu, com meus vinte e um aninhos nas costas, um humilde discotecário (na época DJ era discotecário mesmo!) da casa noturna que ela era trabalhadora, mantinha o olhar vidrado naquela Deusa e já a havia comido durante o banho várias vezes ininterruptas (batia punheta sempre para ela, que na real, nunca me dava bola, ou eu que não chegava junto). Era muita bronha, dia após dia sem a menor cerimônia. Continuar lendo O Dia Que Virei Suco!

UM MÉDICO EM APUROS

Gostou?

Sou médico, ginecologista, já tenho mais de 10 anos de especialidade. O que vou contar aconteceu comigo há mais ou menos um ano. Como todos devem saber ou imaginar o meu trabalho é muito delicado, pois lidamos com as partes mais íntimas da mulher e sempre tive uma postura profissional com as minhas pacientes. É verdade que o consultório médico desperta muitas fantasias em algumas mulheres e apesar de médicos, somos humanos e percebemos quando algo está diferente, quando a mulher está excitada e com outras intenções. Continuar lendo UM MÉDICO EM APUROS

Sogra Carente, Vizinha Necessitada.

Gostou?

Conto- lhes a partir de agora uma estória muito louca que aconteceu comigo quando fui morar com a Angela (minha esposa), 25 anos, morena, olhos e cabelos negros, uma delicia de mulher. Nosso romance era lindo e resolvemos morar juntos, so que como não conhecia sua família fomos morar em Ibiúna na casa de sua mãe. Meu maior erro ou acerto, sei la o que? Continuar lendo Sogra Carente, Vizinha Necessitada.

Enrabando a chefona metida, poderosa e gostosa

Gostou?

Ainda antes de me formar, fui estagiar na empresa onde conheci Carla, ela era mais velha, eu tinha uns 18 e ela uns 30. Ela era uma das sócias da empresa. Não vou dizer o nome da empresa, do ramo de publicidade, pois o fato foi real, e nem o nome dela era Carla mesmo. Longos cabelos ora loiros, ora avermelhados, olhos verdes, cintura fina e uma bunda perfeita, pernas fortes e apetitosas, com panturrilhas grandes de um ex-bailarina. Sempre agitada, ordenando e dando ordens, as vezes sutis, ora dando bronca e esporro que humilham bastante, as vezes ela chegava a gritar, bem do tipo publicitária maluca. Se achava a melhor na sua área, uma folgada, pois sem sua equipe enorme e super competente, não chegaria na esquina. Mas era tão gostosa, que me deixava excitado sempre, eu mal conseguia esconder meu fascínio por ela, e percebi que ela notava isso. Continuar lendo Enrabando a chefona metida, poderosa e gostosa